Início » Quarta » Não precisa ser um super-herói. Só precisa ser um super humano.

Não precisa ser um super-herói. Só precisa ser um super humano.

Tema: O que nós podemos fazer para mudar o mundo?

O que eu posso fazer para mudar o mundo? É uma boa pergunta. Uma ótima pergunta. Pergunta que me faço sempre, sempre, sempre e sempre. É uma pergunta que me assombra constantemente.

É triste demais ver o caos que está minha cidade, meu estado, meu país… Enfim, o mundo. É triste e angustiante. O que fazer, então? Como proceder? O que realmente é possível fazer para arrumar toda essa bagunça?

Eu penso, penso, penso mesmo, penso muito, mas não sei bem. Veja bem, a conclusão a que chego é que, para pensar em mudar algo externo, devemos mudar o que está dentro. Se eu penso em mudar algo exterior, preciso olhar, atentamente, para o meu interior. É de fundamental importância que eu repense meus atos, meus conceitos, meus preconceitos e faça uma filtragem do que realmente acrescenta algo de bom ao mundo e o que é urgente ser largado no passado.

Para mudar o mundo, eu, Erica Ferro, preciso ser alguém melhor para mim mesma e, consequentemente, para os meus semelhantes.

Para que eu possa fazer diferença no mundo, tenho que ser sempre incansável por conhecer a mim mesma e conhecer os que me rodeiam. Conhecer na sua forma mais ampla, adentrar os corações, querer criar laços sinceros e verdadeiros.

Para mudar o mundo, eu preciso saber o que é solidariedade na teoria, mas, sobretudo, na prática. Que eu saiba que a vida é curta e dá muitas voltas para que eu perca tempo com orgulhos vãos e egoísmos desprezíveis. Que eu tenha em mim conservada a vontade de ajudar quem precisa de ajuda, a ser o ombro amigo de quem precisa chorar suas dores e seus desgostos. Que eu divida o meu próprio pão com alguém que pena com fome. Que eu nunca me omita. Que eu esteja sempre atenta e disposta a lutar pelas causas que muitos consideram perdidas. Porque eu sou uma sonhadora, uma visionária, alguém que tem um coração imenso, que nele cabe uma coleção de sonhos lindos.

Creio que viveríamos num mundo melhor se cada um mudasse sua maneira de pensar e agir, caso esse pensar e agir fosse indigno ou ofensivo.

Creio que viveríamos num mundo melhor se cada um soubesse a teoria do respeito, mas, sobretudo, praticasse-a.

Creio, de coração, que o caos em que vivemos é fruto de um desinteresse quase geral. Uns poucos gritam em meio ao caos, contando histórias e estórias, convidando esses seres desatentos a se juntarem à revolução.

Revolte-se consigo mesmo. Mude para melhor. Lapide-se feito um diamante, para o seu próprio bem, mas também para o bem geral.

Porque, cá entre nós, tem coisa melhor do que viver em harmonia consigo mesmo e com o mundo?

Erica Ferro

• • •

Um abraço da @ericona.

Hasta!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s