Qual é a Paz?

Paz, uma situação que a humanidade persegue a séculos e poucos alcançaram, essa tal paz. O que é a paz?

Por vários anos da minha vida estive em paz, uma paz livre de preocupações e das presas do mundo, mas no meu mundo já tinha tudo o que não refletem essa cultura de paz descrita pela sociedade, nasci num mundo em conflito, meu país saindo de uma ditadura militar.

Nos dias de hoje se prega a paz de forma violenta,  a primeira vez que prestei atenção em o que era paz foi num rap que tocava no barraco do vizinho e na letra da musica o refrão dizia que ” a paz tá morta desfigurada dentro do IML, a marcha fúnebre prossegue” ( facção central) deste dia em diante procurei ouvir mais o que o rap tinha a me dizer, assim passei a assimilar uns conceitos sobre paz num mundo que vive a guerra diária, guerra pela vida, guerra pelo dinheiro, guerra por tudo, uma guerra onde o lucro escorre nas calçadas e  quanta gente prega a paz em forma de guerra.

O que ouvi e vi pelos meus poucos carnavais que vivenciei, a paz sangra nos olhos de quem produz a guerra, minha trajetória me deu óculos reais dos estragos causados no mundo e um olhar diferente pras noticia da televisão, assistir sem som, me deu outra concepção da paz, e essa é a paz “que eu não quero seguir admitindo”.

Muito se fala de paz, mas o que é a paz?

Pra mim a paz é uma situação de espírito, e um sentimento que começa dentro de cada um e reflete no mundo exterior, a paz cada um tem a sua paz, eu corro atrás da minha paz interior, por isso vivo meus sonhos e sonho cada dia um sonho novo renovando a paz que eu quero pra mim.

New dialeto, nossa americanização

Num mundo globalizado a  americanização das palavras é condicionada pelo encurtamento das distancias e rompimento das fronteiras culturais com a evolução multimídia dos meios de comunicação.

Nossas linguagens atuais tem grande influencia americana entre os jovens que tem um vocabulário regado de gírias regionais , siglas e palavras americanizadas (gringas).

Isso acontece devido á um bombardeio multimídia que temos em nossas rotinas diárias com doses silábicas de um gringolês que já está encrustado em nossas vidas a algumas gerações.

Á gerações que somos americanizados desde o hot-dog, X-burguer ao rolê de bike, dos games á internet os utilitários modernos Ipod, E-mail, notebook, Tablet, Smartphone e coisa e tal.

Do que comemos aos utilitários tecnológicos agregam palavras gringas ao vocabulário popular, sem muito esforço nos familiarizamos com a americanização nos diálogos , e essa onda teen, faz parecer mais cool e pra ficar the best vou acabar com esse enrolation.

Tá tudo americanizado um gringolês pesado que é abrasileirado de qualquer jeito pela natural criatividade que temos.

Mudar o mundo?

Um tema mais que instigante e que me desperta varias questões, o que é o seu mundo?

A dimensão do mundo depende do olhar que cada um tem do mundo, do que é o mundo para cada um. Pra mim o meu mundo tá no raio de alcance dos meus olhos, onde meus atos geram impactos nas pessoas e nos espaços desse micro mundo.

O que faço pra mudar meu mundo?

Mudar meu mundo, uma missão diária e cada dia uma re evolução que muda  um pouco mais a cada despertar, e  assim inicia  a minha Metamorphose constante que muitas vezes amplia geograficamente meu mundo de pedalada em pedalada, quando olho com outros olhos as belezas da minha quebrada, de ida e vindas entre um embarque na rodoviária de Santos e o desembarque no Jabaquara rumo ao extremo leste de São Paulo.

De entrar no metrô com a mesma ansiedade da primeira visita ao mundo de cores do Ateliê Azu, que me encanta pelas ruas e vielas do Santa Inês com as cores da galeria de arte a céu aberto, que me inspira um eterno passeio sem fim pelo mundo da cerâmica e mobilização social criado nas historias do Élcio Torres e do Leandro Araújo que vivem um sonho de transformação da textura espacial do seu mundo através das ações consequentes das oficinas realizadas por lá.

Como o primeiro contato com as formas e cores do Grafite do Shesko, Aru e do Kisuco nas ruas de Santos dando vida com Spray aos muros mais remotos da cidade.

O trabalho mais divertido e prazeroso em dias intensos de mão na massa de um Oásis com um MIX de chuva e um sol desértico as margens da Anchieta em 2009.

Meu mundo muda com Sarau itinerante por mundo por ai levando as palavras em verso e prosa de poesias ao RAP, fazendo meu território 13 um bom lugar onde livros e pessoas se encontram de forma harmônica e voluntaria, despertando os sentimentos puros e genuínos em cada um.

Hoje mais do que ontem, pra mudar meu mundo preciso ter mais que cuidado, ter um olhar sem os mitos sociais, um afeto histórico pelas pessoas e pelo lugar, assim percebo meu mundo coletivo e por mais que eu queira não posso mudar sozinho, o melhor pra mim nem sempre é o melhor pra todos.

Mudar o mundo é compartilhar meus sonhos num TEDx por ai e assim poder inspirar ou pirar mais alguém, e se inspirar nos sonhos de outros que consequentemente alimentam meu mundo dos sonhos  cada um do seu modo, do jeito que olham seus mundo e mudam.

Mudar o mundo é viver seus sonhos e compartilhar seus sonhos erros e acertos e meu mundo muda a cada experiência vivenciada ou estórias de vidas que conheço a cada passo, e todas essas informações juntas me deixa em constante formação e provocam grandes transformações do meu mundo.

Hoje o que faço pra mudar o meu mundo é aprender e empreender com exemplos e estórias de vida que me inspiram e mudam meu mundo todo dia.

Tente outra vez

A vida nos dá de presente historias que passeiam na memória, como  Alice no pais das maravilhas de um sonho perdido, acontecimentos que nos enchem o coração, alimentam nossa alma e liberta o criativo elevando pensamentos que voam leves com o vento.

E quando deixamos de fazer, nos restam as saudades, é difícil de entender ou explicar só fazendo de novo pra saber, saudades de tudo que pede  bis , mais uma chance pra acontecer, conectar sensações que somente quem fez sabe descrever.

A solução de acalmar corações inquietos que querem fazer diferente a mesma coisa, fazer de novo a coisa certa, ansioso como na primeira vez,  inconscientemente ouvir do silencio algo que te leva a lembrar o verso daquela canção”…se é de batalha que se vence a vida, tente outra vez…”

O recomeço de algo que nunca acabou, tesouro que estava guardado no fundo do coração, como o amor da Malú, a poesia marginal do Monte naval ao manguezal literatura popular, relatos e olhares descritos de poesia5 à texto, tentar é pretexto começar de novo é saboroso como da primeira vez.

Tentar outra vez, isso me soa tão bem, que me faz decolar em um voo apoteótico de sonhos coletivos e colaborativos, onde cada olhar aponta um destino, palavras descrevem sentimentos, cada atitude um motivo, cada historia uma trajetória, cada passo um recomeço.

Se é recomeço, a próxima etapa, uma re-evolução, como seria isso sem “tentar outra vez”?

Como no começo, desta vez pelos mesmos motivos, tardo de novo a postagem e convido tentar outra vez.

Veja como aconteceu em plena madrugada escrevendo o texto, que se encerrava na pergunta, o sinal de internet foi cortado por falta de pagamento,  e o pior desta vez paguei a mesma conta duas vezes e eles já cobraram a de outubro e a de agosto ficou naquela pendureta involuntária e por isso sem net no gomas home office mangroove palace, ai ficou difícil, mas não impossível, ficou difícil de postar, lan house da favela fecha as 19:00 e a faculdade não tem aula( dia do professor) vou tentar chegar na lan….18:49, fuiiii operação tente outra vez.

Cheguei na lan, o pen drive não abriu, o meu tempo acabou, faltou moedas pra continuar, a lan fechou…

Cheguei em tempo da salvação e acabei de aterrissar na casa de meus de primos que com muito carinho me recepciona e já compartilha conosco esse recomeço, obrigado Israel Péricles e Karina Cabral

desistir nunca se for o caso tente outra vez

O tempo

Esperar, é ver o tempo passar em câmera lenta, sem meter os pés pelas mãos e se não soubermos discernir o que, e quem estamos esperando, apenas estamos desperdiçando o que temos de mais precioso o “tempo”!!!!
E o que é o tempo?
O tempo é destrutivo, imperceptível, invisível e cruel com quem espera acontecer, alguns desperdiçam  sem saber que  ele não para e nem volta.
O mesmo é o único que define o passado, o presente e o futuro em questão de segundos…
E  parar no tempo e se privar de viver.
Por que o tempo nos da conhecimento que em livro algum se encontrará. o tempo é o professor na escola da vida que nos guia no caminho sem fim, que corremos com pressa sem tempo de ver o tempo.

Por isso aproveito da melhor forma possível o tempo que tenho na escola da vida, para que não seja em vão o tempo a mim ofertado e assim aprendi por que estou aqui.

o tempo

A vida, o que você quer da vida

A vida é um bem individual ,de uso coletivo comentado e compartilhado em redes sociais, conferido a nós pelo prazer de nossos pais e a boa vontade do todo poderoso Deus.

Deus que, nos deu a vida, para cada um cuidar da sua e o ser humano pratico, cuida da vida alheia, sem convite e nem contrato, simplesmente pelo prazer de ter e transformar a informação.

A vida é um premio conquistado com prazer, o prazer que produz a vida, e o que conduz a vida é prazer da Satisfação.

Satisfação?

A satisfação, essa buscamos por esta longa estrada da vida,e quando chegamos no fim do caminho descobrimos que ainda estamos insatisfeitos, pelo simples fato de querer mais, insatisfeito?

Com o que?

Com a vida. O que a vida tem nos feito?

Só o tempo vai dizer

E se o passado vier de encontro com o futuro, não fique assustado, é a vida te dando um presente, e nesses momentos que a gente, sente e entende o por que da vida. a vida?

A  vida é simples nós quem complicamos pelo simples fato de se desafiar a descomplicar, não existe erro pra quem não para de tentar, isso é a vida, sorrisos, alegrias, vitorias e glorias….

Dias e dias vividos e sobrevividos intensamente na fé de um sonhador, que tudo vai dar certo, que o impossível não existe, que o sucesso é questão de tempo, pra que serviria a vida pra quem não serve pra viver.

Viva a vida intensamente pois o único imortal é o amanhã que nunca morre

O poder da musica que gostamos

Tudo na vida é musica desde o inicio ao fim da vida, das batidas do coração na barriga da mãe até as lagrimas da despedida, a chuva das tardes de Belém, o quebrar das ondas nas pedras do quebra mar, o choro da sua filha numa noite fria de outono, a gargalhada explosiva numa tarde qualquer, tudo é musica, vida musicada e o impacto que nos causa

A musica que gostamos tem o poder de nos transportar para um mundo surreal, dependendo do momento a musica é uma viagem, sem bilhete ao infinito mundo dos sonhos.

Quando estamos plenos de afeto e amor tem musicas que nos leva em pensamento onde o amor está, também tem aquela musica que assim que começa a tocar, se aumenta o volume no máximo, os pés ganham molas, rodas ou asas e o coração assume a voz e assim cantamos bem alto, sem se importar se canta bem ou canta mal, se alguém ouviu ou o que vão pensar nesse momento só se quer cantar e dançar a musica.

Existem aquelas musicas que te prendem no fone de ouvido parado em silencio de olhos fechados pra entender a mensagem que a alma interprete traz do coração do compositor.

Existem musicas que tem o poder de revolução, trazem informação, conhecimento, postura, exemplos de vida e varias interpretações, aquela musica que te rouba a atenção que te faz refletir e tentar entender por que o munda é assim…

Quem foi que nunca ouviu a mesma musica varias vezes pra assimilar a mensagem transmitida Salve o RAP NACIONAL, o Samba de Raiz, Salvem a cultura popular regional essa que no estado de São Paulo é um mix de Brasil.

Musica que gosto?
Sei lá gosto de musica

DJ solta o som….